Tecnologia de Alto Impacto na Comunicação Corporativa

 No Mega Brasil 2012, VP de Contas Corporativas do Grupo Máquina PR e head da agência de apresentações criativas Zóio explicam por que tecnologia é core business das agências de PR

Cleber Martins. VP de contas corporativas, e Sidney Haddad, da Zóio, no Congresso Mega Brasil 2012 (Foto: Lauro Toledo)

Com a comunicação integrando-se às novas plataformas móveis e às rede sociais, tecnologia passa a fazer parte do core business das agências de PR. Cada vez mais agência de comunicação = agência de tecnologia. Por isso, “Tecnologia de Alto Impacto na Comunicação Corporativa” foi o tema da apresentação do VP de Contas Corporativas do Grupo Máquina PR, Cleber Martins no Congresso Mega Brasil de Comunicação 2012, maior evento de comunicação da América Latina, realizado no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo, do dia 29 a 31 de maio.A apresentação foi moderada por Sidney Haddad, head da Zóio, agência de apresentações criativas, com foco em design e tecnologia, que integra o Grupo Máquina PR e produz apresentações para tablets e smartphones. Hoje, 73% dos internautas acessam informações de seus celulares, e os smartphones já atingem 14% da população. “Uma apresentação pode acontecer em qualquer lugar”, diz Sidney.

O Grupo Máquina PR se define hoje como uma empresa de alta tecnologia, preparada para entregar a seus clientes, informações em tempo real, de maneira interativa e multimídia. Entre os exemplos mostrados por Cleber está o social media release,  com recursos interativos e opção de sharing, o que garante uma efetividade 3,5 vezes maior que o release tradicional;  o vídeo-release; e o Portal do Cliente, desenvolvido pelo Grupo Máquina PR para que os clientes acessem num único ambiente digital informações como IDM (Índice de Desempenho na Mídia, outro produto criado pelo Grupo Máquina), clipping, termômetros de mídia e análise de redes sociais. “Temos robôs proprietários que varrem mais de 100 mil blogs, sites e plataformas sociais”, diz Cleber.

Outras tendências que definem a comunicação hoje foram tema da explanação, como o storytelling e a gamificação, uso de recursos de games em peças de comunicação. Como exemplo de storytelling, que consiste em contar uma história, gerando identificação de quem assiste com o tema tratado, Cleber citou a repercussão de uma ação desenvolvida pela Suvinil sobre o quarto do bebê de Cauã Reymond e Grazi Massafera, em filme exibido nas redes sociais, além de cases internacionais e outros desenvolvidos pelo próprio Grupo Máquina PR. “Temos o Prêmio Máquina Multimídia, que usa as redes sociais para recrutar novos talentos. Os candidatos precisam produzir vídeos de um minuto e conseguir votos. Os mais votados concorrem a vagas de trainee na empresa”, conta Cleber. O Prêmio é um dos produtos de comunicação e redes sociais oferecidos aos clientes pelo Grupo Máquina PR.

O vídeo ganha importância na comunicação, o que torna necessário apostar em novos canais de mídia, como canais corporativos e videowall, além de projection mapping em 3D. “A Ralph Lauren simulou um desfile, projetando as cenas em um edifício. O investimento é grande, mas o impacto compensa”, afirma Sidney.

Assista a alguns cases apresentados durante a palestra:

 

– Prêmio Máquina Multimídia

– Vídeo Cauã Reymond e Grazi Massafera (Suvinil)

Projection Mapping

– Storytelling no Twitter

Saiba mais sobre o evento:

http://www.megabrasil.com.br/congresso2012/Default.aspx

Anúncios

Começou a seleção para o Prêmio Comunique-se 2012: vote no Grupo Máquina PR!

Já está aberta a votação para selecionar os candidatos que irão concorrer ao Prêmio Comunique-se 2012. O Grupo Máquina PR, líder em contas corporativas, concorre ao posto de Melhor Agência de Comunicação do Brasil, premiação que já conquistou três vezes: em 2010, 2008 e 2004.
A escolha é feita pelos jornalistas que frequentam o Portal Comunique-se, por meio de votação on-line. Para votar, é preciso acessar o site premio.comunique-se.com.br. Só poderá votar nesta primeira fase, que se encerra em 3 de julho, os profissionais que se cadastraram até 19 de maio de 2012. A equipe do Comunique-se convidará os usuários cadastrados dentro do prazo a indicar, através da Internet, até 5 nomes de profissionais em cada uma das 13 categorias.

 
O Prêmio, que completa dez anos em 2012, divide-se em três fases. Na primeira, são indicados dez profissionais para concorrer em cada categoria, com base nas sugestões da comunidade de profissionais cadastrados no Comunique-se. Em cada fase de votação, os usuários poderão votar apenas uma vez por categoria.

 
Na segunda etapa, os jornalistas escolhem três finalistas para cada categoria e, na última fase, os mesmos eleitores decidem quem são os vencedores. Em todo o processo de definição de indicados, finalistas e vencedores, a votação é on-line. As cinco edições mais recentes foram acompanhadas pela empresa de auditoria independente Deloitte.

 
Para votar no Prêmio Comunique-se é necessário ter um cadastro válido no portal Comunique-se (www.comunique-se.com.br). Além disso, para cada fase de votação, existe uma data limite para a criação de cadastros, por isso, é preciso ficar atento: da segunda etapa de votação, poderão participar os usuários corretamente cadastrados até 23 de junho de 2012. Da terceira e última etapa de votação, poderão participar os jornalistas corretamente cadastrados até 27 de julho de 2012.

 
Acesse o site do Prêmio Comunique-se:

 
premio.comunique-se.com.br

 

MOP entra para a shortlist de Cannes e São Luís recebe prêmio

 

Trabalho do Grupo Máquina PR contribuiu para os bons resultados

 

Atendido pela equipe da MSports, o MOP (My Own Player –www.mopbr.com) foi um dos cases selecionados para o shortlist de Cannes, na categoria Direção com a campanha “Wesley no Verdão”. Baseada no conceito de crowdfunding, a nova plataforma permite o apoio de pessoas físicas no formato de cotas para ajudar os clubes a arrecadar o valor necessário para a contratação de atletas de ponta.

Lançada no dia 25 de fevereiro, a campanha Wesley no Verdão teve um mês de duração, com o objetivo de arrecadar R$ 21.377.300,00 em doações. Para realizar as doações, o torcedor deveria entrar no site www.mopbr.com. Ao longo da campanha, o site contabilizou mais de 1 milhão de acessos únicos, com a média diária de 37 mil visitantes únicos por dia, 4 milhões de impressões de página e tempo médio de permanência de pelo menos 3 minutos. Apesar de a campanha não chegar ao valor esperado, o retorno da audiência mostrou que o projeto atraiu a atenção do público e abriu portas para futuras campanhas para a plataforma MOP. 

 

 

Já o plano de marketing turístico elaborado pelo Grupo Máquina para a prefeitura da cidade de São Luís (MA) foi premiado pelo Ministério do Turismo e pelo Sebrae na última semana. As duas instituições anunciaram durante o Festival de Turismo das Cataratas Festival, em Foz do Iguaçu, que a cidade de São Luís foi a que mais evoluiu no item “Marketing e Promoção” entre os 65 destinos indutores do turismo brasileiro, de acordo com o Índice de Competitividade do Turismo Nacional, elaborado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Neste mês, o trabalho de webmarketing com foco na promoção dos canais da cidade em redes sociais alcançou em uma semana a meta de três mil ‘curtir’ no perfil do Facebook (prevista para mais de um mês). Monitoramento, análise, press trip, fam trip, elaboração de materiais impressos e online para consumidor final e público trade, divulgação à imprensa, produção de vídeo, fotos, relatórios de benchmarking entre outros produtos compõem o rol de ações desenvolvidas pela Máquina para a cidade de São Luís.

 

 

 

Você pediu e o Grupo Máquina atendeu! Confira a nova data de inscrição do Prêmio Máquina Multimídia

 

 

 

 

 

 

 

O futuro é móvel, conectado e colaborativo

 

Como o novo cenário digital está mudando a realidade das empresas

 

Por Larissa Purvinni

 

La dactylo du Vert Galant (Paris, 1947): foto de Robert Doisneau ilustra o desejo por mobilidade

Recentemente, morreu o responsável por uma revolução tecnológica, comportamental e com amplos impactos sobre as empresas. Não se trata de Steve Jobs, mas de Eugene Polley, que inventou o controle remoto, em 1955. O slogan do revolucionário equipamento era: “Você precisa ver para acreditar!” E Eugene viveu bastante, 96 anos, o suficiente para testemunhar o advento da internet (uma invenção dos anos 1960), do computador pessoal, do mouse, dos celulares, dos tablets, da computação em nuvem e das redes sociais.

 

O mundo que conhecemos hoje começou a se desenhar a partir de sua criação. “Antes a mídia controlava o espectador. Com o controle remoto, o espectador passou a controlar a mídia”, diz Martha Gabriel, especialista em marketing da era digital, na palestra “Gestão 2.0 – Como o Novo Cenário Digital está Mudando a Realidade das Empresas e dos Executivos”, promovida pelo HSM Educação em 14/06.

 

Dar o controle ao indivíduo afeta os processos de gestão. O fenômeno foi potencializado pela popularização da internet, a mobilidade permitida pelo advento da banda larga, que tornou possível a computação em nuvem (cloud computing). Essa, por sua vez, é o que torna viável estar conectado full time e acessar seus arquivos de qualquer lugar. Além do cloud computing, vivemos o fenômeno do crowd computing, a chamada web 2.0, que permitiu aos consumidores, postar conteúdo e comentar em tempo real.

 

Ou seja: o novo cenário é cada vez mais conectado e digital e tem o consumidor no controle. Remoto. Até 2014 ou 2015, o acesso mobile vai superar o acesso via desktop. O mundo migra para dentro da rede por meio dos QR Codes (códigos que podem ser escaneados com o smartphone, levando a conteúdos na internet). A busca permeia todas as coisas, e o celular conecta todas as mídias. Muita gente assiste a TV twitando no smartphone.

 

Tudo isso provoca outras mudanças de comportamento que impactam nas decisões do consumidor e nas operações das empresas: “Muitos jovens preferem o transporte público para poder ficar com as mãos livres e estar conectado o tempo todo. Isso levou muitas montadoras a criar automóveis integrados com iPods e iPads”.

 

Nesse admirável mundo novo, a inovação é fundamental para a perenidade do negócio. Para isso, mais e mais as corporações passam a contar não apenas com funcionários criativos e motivados, mas com uma equipe muito mais ampla. Por meio de plataformas colaborativas é possível contar com sugestões de consumidores e especialistas para aprimorar um produto ou um processo. “Por que me restringir à minha equipe se tenho o mundo para colaborar?”, pergunta Martha.

 

Mas, para inovar, é preciso ser ousado e não ter medo de errar ou de, acertando, afetar o que acreditava ser a maior fortaleza do seu negócio. Como ensinava Steve Jobs, se você tiver medo de concorrer consigo mesmo, outras empresas não terão.

 

 “Ser inovador é sempre um risco, é trazer a responsabilidade para si, mas a inovação traz também uma grande oportunidade de obter novas receitas”, diz Martha, lembrando que a Kodak inventou a câmera digital, mas não investiu nela, pois acreditava que seu principal negócio era o mercado do filme e da revelação. “Para inovar, é preciso perder algo”, resume. Por ter medo de matar o filme, a Kodak morreu antes do inventor do controle remoto. 

 

Conheça as palestras e cursos do HSM Educação:

 

http://www.hsmeducacao.com.br

 

Visite o site de Martha Gabriel:

 

http://www.martha.com.br/

 

Prefeitura de São Luís (MA) é premiada com projeto elaborado pelo Grupo Máquina

O plano de marketing turístico elaborado pelo Grupo Máquina para a prefeitura da cidade de São Luís (MA) foi premiado pelo Ministério do Turismo e pelo Sebrae na última semana. 

As duas instituições anunciaram durante o Festival de Turismo das Cataratas Festival, em Foz do Iguaçu, que a cidade de São Luís foi a que mais evoluiu no item “Marketing e Promoção” entre os 65 destinos indutores do turismo brasileiro, de acordo com o Índice de Competitividade do Turismo Nacional, elaborado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Neste mês, o trabalho de webmarketing com foco na promoção dos canais da cidade em redes sociais alcançou em uma semana a meta de três mil ‘curtir’ no perfil do Facebook (prevista para mais de um mês). Monitoramento, análise, press trip, fam trip, elaboração de materiais impressos e online para consumidor final e público trade, divulgação à imprensa, produção de vídeo, fotos, relatórios de benchmarking entre outros produtos compõem o rol de ações desenvolvidas pela Máquina para a cidade de São Luís.

 

 

“FOTOGRAFANDOCI”: 60 anos da vida italiana nas imagens da ANSA

250 fotos expostas no Conjunto Nacional, em São Paulo, a partir do dia 16 de junho

 

18. 1994 – I portieri delle due Nazionali, Taffarel e Pagliuca, abbracciati a fine partita

18. 1994 – Os goleiros dos dois times, Taffarel e Pagliuca, abraçados no final da partida

 

“Fotografandoci” é o nome da grande mostra fotográfica sobre os últimos 60 anos da história da Itália que a Ansa, a maior agência de notícias italiana, organiza nas galerias do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, de 16 de junho a 7 de julho.

 

A exposição, que conta com 250 fotos escolhidas dentre as mais de 4 milhões de imagens contidas nos arquivos da Ansa em Roma, propõe reviver alguns dos principais momentos da crônica italiana, desde a criação da agência, em 1945, até os dias de hoje, através de um percurso virtual que se desenrola através das décadas.

 

Gilberto Gil e Lucio Dalla fazem um dueto na entrega do Prêmio Caruso em Sorrento – Nápoles.

11. 2003 – Gilberto Gil e Lucio Dalla fazem um dueto na entrega do Prêmio Caruso em Sorrento – Nápoles.

 

“A Ansa que mostrar a Itália para o Brasil. Este é o título e o significado das fotografias que, em ordem cronológica, começam depois da Segunda Guerra Mundial e vão até os dias de hoje. Com uma panorâmica da sua vida, a Ansa quer oferecer uma contribuição jornalística aos cidadãos deste grande país para ajudá-los a conhecer as características fundamentais da sociedade na Itália”, disse o presidente da Ansa, Giulio Anselmi, no catálogo da exposição.

 

A mostra, em colaboração com o Instituto Italiano de Cultura de São Paulo, já foi apresentada no complexo monumental do Vittoriano, em Roma, em outubro do ano passado, e contou com a presença do presidente da República italiana, Giorgio Napolitano. Obteve muito sucesso, registrando mais de 30 mil visitações.

 

O Brasil foi escolhido pelos curadores da exposição como o primeiro país para a mostra visitar depois da Itália devido aos profundos laços culturais, humanos e econômicos que unem os dois países.

 

A mostra “Fotografandoci”, inserida no Momento Itália-Brasil 2011-2012, que é patrocinado pelo Ministério das Relações Exteriores italiano, é dedicada aos 6 milhões de italianos e descendentes em São Paulo, mas não só isso. Entre as fotos que serão mostradas gratuitamente ao público paulista, há imagens tiradas por fotojornalistas da Ansa em instantes felizes ou trágicos da história italiana, e também imagens “foto-pontes” das duas margens do Atlâncito, que exibem, juntas, as realidades italiana e brasileira: o presidente Kubitschek ajoelhado diante do papa Pio XII; Oscar Niemeyer na frente de “sua” sede da editora Mondadori; o bispo das favelas D. Helder Camara; Pelé dando autógrafos a policiais; a atriz Florinda Bolkan; o piloto Rubens Barrichello, triunfal em Monza sob o olhar do “patrão” da Fiat Gianni Agnelli; Jorge Amado na neblina do inverno italiano para buscar um prêmio literário; o mar de gente nos concertos romanos de Caetano Veloso; o dueto de Gilberto Gil com Lucio Dalla etc.